O professor Wiliam Regone, do Curso de Engenharia de Produção do Campus Poços de Caldas, desenvolveu a pesquisa com a colaboração da aluna Vitória Caprioglio Oliveira | Foto: Fernanda Garcia

PESQUISA e inovação

O impacto da tecnologia sobre o ser humano pode ser fascinante, mas costuma ter prazo de validade. Ao passo que geram frisson e despertam curiosidade, os novos artefatos – quando acessíveis – tendem a ser rapidamente incorporados na rotina. Não demora até que passem quase despercebidos, por mais complexos que sejam.

O uso dos raios X é prova disso. Este tipo de radiação eletromagnética foi descoberto no fim do século XIX e, hoje, está presente em diversas tecnologias que utilizamos cotidianamente, com destaque para a área da saúde. Quem nunca se submeteu a um exame de imagem para verificar uma lesão ou fratura, por exemplo?

OUTRAS EDIÇÕES

Movimento crescente, a Ciência Cidadã prevê a participação popular em investigação científica
Protótipo de mão robótica mobiliza alunos e professores em pesquisa inovadora do Ipuc