Pesquisa trabalha a clínica do testemunho com adolescentes em semiliberdade

Lídia Lima

Os dados alarmantes revelados pelo Mapa da Violência no Brasil, que aponta um aumento significativo em relação à violência contra os jovens brasileiros nos últimos 30 anos — mortes não naturais e violentas cresceram 207,9% no período, segundo dados de 2014 — alertam para a necessidade de orientar melhor estes jovens em vista de um futuro melhor. Com o objetivo de dar voz a adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, duas estudantes do Curso de Psicologia realizaram, sob orientação da professora Jacqueline Moreira, intervenção em três casas de semiliberdade localizadas em Belo Horizonte durante o ano de 2016, buscando compreender os fatores contribuintes para a imersão desses jovens na criminalidade.

OUTRAS EDIÇÕES